Central de Vendas:
65 3621 3737 - 99809-1230

Blog CMF

publicado em 9 de agosto de 2019

Condomínios serão obrigados a implantar coleta seletiva

Cooperativas de catadores receberam caminhões para fazer a coleta do material reciclável (Foto: reprodução/Ilustração)

Os três mil condomínios de Cuiabá terão que implantar a coleta seletiva até o final do próximo ano. A determinação é da prefeitura e tem o objetivo de atender a Política Nacional de Resíduos Sólidos, em vigor desde 2012.

A ideia tem causado polêmica por duas questões. Primeiro, pela interpretação equivocada de alguns atores do processo, que entenderam que o ofício da prefeitura falava sobre a suspensão da coleta de lixo e não sobre a separação dos recicláveis.

Segundo, as inúmeras tentativas anteriores feitas pela gestão municipal de implantar a reciclagem. Presidente do Sindicato Patronal dos Condomínios Verticais e Horizontais de Mato Grosso, Laurindo Benteo diz que não está confiante na proposta.

Ele relata que várias vezes houve a tentativa e, em alguns casos, parte dos condomínios fez as mudanças necessárias. O problema é que os resíduos eram separados nas casas e tudo acabava prensado no caminhão de coleta comum.

“Assim, não tem motivo nenhum para separar”.

Já o proprietário da empresa Pantanal, que atua com administração de condomínios, Paulo Sérgio dos Santos, prefere aguardar os encaminhamentos. Ele defende que os investimentos estruturais de adaptação não são altos.

 

 

Cerca 600 tonelada de lixo são coletadas diariamente em Cuiabá. Só 3% são reciclados.

“Temos que colocar apenas mais coletores. Um para cada material. A cultura das pessoas será a parte mais difícil de mudar”.

Santos explica que cada etapa precisa ser executada após as reuniões de condomínio. E, geralmente, é preciso estabelecer penalidades para os moradores que não fazem sua parte.

“Infelizmente, as pessoas só entendem quando pesa no bolso”.

Situação atual

Diretor de Resíduos Sólidos da Secretaria Municipal de Serviços Urbanos, Anderson Matos esclarece que houve a proliferação de uma fake news e, mesmo a administração usando todos os canais disponíveis para desmentir, “a coisa se espalhou”.

Matos conta que o esclarecimento aconteceu na segunda-feira (5), após a suposta suspensão dos serviços ser tema de uma audiência pública na Câmara dos Vereadores.

No encontro, que reuniu cerca de 100 pessoas, a proposta de coleta foi esclarecida. Atualmente, das 600 toneladas de lixo recolhidas por dia em Cuiabá, apenas 3% são recicladas.

Misturar os tipos de produtos é um dos influenciadores da baixa porcentagem de aproveitamento. Vale lembrar que o potencial de reciclagem chega a 90% do que é descartado.

Com a coleta seletiva nos condomínios, a expectativa é aumentar exponencialmente esta quantidade e ainda fortalecer as associações.

Como funcionará

Todo material precisará ser organizado dentro das casas e colocado em contêineres separados. O que for reciclável, será levado pelas cooperativas, que possuem caminhões próprios.

O que for orgânico ou úmido será coletado pelo caminhão tradicional.

FONTE: O LIVRE